domingo, 2 de junho de 2013

Quando eu não aguentar


Quando eu não me aguentar, e desistir,
por favor, siga comigo, ainda que em silêncio.
Sei que é difícil, é mais do que ser amigo,
é amparar quem talvez, nem queira amparo.
Quando eu não me suportar, e resistir,
quando o remédio for muito amargo,
não deixe de me dar a dose certa,
ainda que eu não te entenda,
isso é ser mais do que amigo, é ser anjo.
Há dias em que precisamos de um anjo,
de alguém que vele o nosso sono,
que nos sacuda quando estivermos em meio a um pesadelo,
quando nossa boca fica amarga,
quando não queremos aceitar que acabou,
que o filme terminou,
que quem partiu não volta.
Quando eu desistir da vida,
por favor, seja meu anjo,
me mostre um jardim,
diga que é só um recomeço, que não é o fim.
E seja mais do que um amigo, mais do que um anjo,
seja o meu reflexo, e por um instante, um momento de luz,
seja para mim, o próprio Jesus.
Paulo Roberto Gaefke

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ESTER EU TE AMO ETERNAMENTE

Sinto saudades...

glitters