segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Cida Goffi Tive vontade de expressar em palavras como me sinto com a perda do meu filho...

Tive vontade de expressar em palavras como me sinto com a perda do meu filho...

A morte de um filho...

Não diga jamais há uma mãe que enterra seu filho que a dor um dia vai passar.
Nem tente comparar a morte do seu cãozinho há dor da perda de um filho, isso seria uma ofensa a ela.
Respeite se ela não quer conversar ou aceite se ela quiser desabafar com você, ela simplesmente necessita falar do seu menino.
Não a critique para outras pessoas, isso pode chegar aos ouvidos dela às vezes de uma maneira que você não expôs.
O tempo de luto é diferente de uma pessoa para a outra, não a compare com um desconhecido, cada um no seu tempo...
Não se coloque no lugar dela, ela não precisa de piedade e tem outra coisa seu filho está vivo, ele permanece do seu lado.
Não diga DEUS sabe o que faz, ELE é dono da nossa vida, isso a machuca profundamente.
Seja compreensiva, paciente e aceite...
Ela jamais será a mesma.
Daqui pra frente tudo terá uma nova cor, um novo sabor a vida terá um gostinho amargo e gosto amargo geralmente nos obriga a fazer cara feia.
Fale dele com ela, pergunte dele para ela, isso o mantém vivo na memória e lembrar que ele era querido é muito importante pra uma mãe enlutada.
Não tenha medo de falar de morte,não se apavore,somos capazes de compreender, afinal continuamos tocando nossa vida não é mesmo?
Acredite, só entende a dor quem passa por ela, só compreende quem vivencia tamanho vazio que ocupa o nosso coração...
Seja mais humana com seu próximo, não diga que queria essa dor pra você, lembre-se para isso você teria que entregar seu filho a DEUS e não é isso que deseja não é mesmo?
Não abandone quem perde um filho, não pense que ela esqueceu os amigos, somente perdeu a coragem de voltar à rotina, estenda sua mão e ofereça seu ombro amigo!
É normal, quando seu filho parte, no começo a casa estará sempre cheia, os amigos te visitarem e na maioria das vezes te prometerem companhia.
Mas com o passar do tempo, pra quem ta olhando de fora a rotina vai tomando conta da vida deles, mas o que muitos não percebem é que sua rotina jamais será a mesma...
E você se vê obrigada a seguir seu rumo, a remar seu barco senão ele afunda e você se afoga e quando isso acontecer, só existe duas alternativas:
Ou você nada e sobrevive,
Ou então deixa de bater os braços e afunda definitivamente na água.
E pra que isso não aconteça, precisamos umas das outras sempre.
Amigos nessas horas são fundamentais!

2 comentários:

  1. suelen ontem fez quatro messes que perdi meu filho e uma coisa que doi muito em uma mae e saber que seu filho nao vai voltar mais pro seus braços so quem sabe e quem ja passou sofro muito com a perda do meu filho mais deus esta me tanto muita força pra seguir em frente sem meu amado filho ele nasceu no dia 16 05 2013 era pra ser o dia mais feliz da minha vida mais nao foi....foi o dia que eu perdi meu maior sonho que era ter meu filho em meus braços essa dor eu vou levar pra sempre em meu coraçao suelen meu mail e esse duiamariah@gmail.com se voce quiser ser minha amiga estarei de aguardando beijos eum grande abraço

    ResponderExcluir
  2. Ola amiga obrigada pelo seu carinho e amizade me procure no face é Suelen e Jeferson S Langner tenho uma página chamada Sonhos Adiados a qual tem o link na lateral queria muito ser sua amiga sim somente Deus pode nos ajudar né é uma dor sem fim beijos me seu coração ♥ Suelen

    ResponderExcluir

ESTER EU TE AMO ETERNAMENTE

Sinto saudades...

glitters